9 Dicas para quem pretende voltar ao Brasil

APÓS UM PERÍODO MORANDO FORA DO BRASIL, ALGUNS CUIDADOS BUROCRÁTICOS AO RETORNAR A PÁTRIA AMADA FACILITAM (E MUITO) A NOVA FASE EM TERRITÓRIO BRASILEIRO, ALÉM DE EVITAR FUTURAS DORES DE CABEÇA E GASTOS DESNECESSÁRIOS.

Após um período morando fora do Brasil, alguns cuidados burocráticos ao retornar a pátria amada facilitam (e muito) a nova fase em território brasileiro, além de evitar futuras dores de cabeça e gastos desnecessários.

Antes de retornar ao Brasil, certifique-se de que regulamentou de seus documentos, como passaporte, certidões, contas bancárias, etc.

 

Nesse artigo daremos algumas dicas, confira: 

 

1. Passaporte: 

Observe a validade de seu passaporte e de todos os familiares que lhe acompanham, porque se algum passaporte estiver expirado, é necessário solicitar novo documento de viagem (passaporte ou Autorização de Retorno ao Brasil – ARB).

 

 2. Certificado de residência: 

Se está levando mudança para o Brasil e morou por mais de um ano no exterior, faça o atestado de residência no exterior, para ter a isenção de impostos de sua mudança junto à Receita Federal do Brasil.

 

3. Legalização de diplomas  

Ao estudar no exterior, legalize os documentos escolares junto à autoridade consular brasileira mais próxima.

 

A maioria das escolas e universidades brasileiras exigem documentos e diplomas estrangeiros legalizados pelo consulado ou embaixada e traduzidos para português por tradutor juramentado.

 

 

4. Registro de casamento: 

Se casou no exterior, não deixe de realizar o registro do casamento no Consulado, para que seu casamento seja formalmente reconhecido no Brasil e produza seus efeitos!

O casamento no Exterior é válido, mas precisa ser formalizado para produzir os efeitos. Saiba mais clicando aqui!

 

5. Registro de nascimento

Se teve filhos no exterior, faça o registro de nascimento no Consulado.

 

Esse registro garante a nacionalidade brasileira para seu filho e a emissão de CPF, RG, etc.

 

6. Certificados de vacinação: 

Para ingressar no Brasil, passageiros provenientes de determinados países devem apresentar certificados de vacinação contra febre amarela e outras doenças. Consulte o consulado do país de origem para saber se existe essa obrigatoriamente para retornar ao Brasil e não ser "barrado(a)".

 

 

7. Declaração de seguradora estrangeira:

 

Peça para a última companhia de seguros, declaração de que não esteve envolvido em acidentes em período recente, para reduzir o prêmio a ser pago por ocasião da contratação do futuro seguro de automóvel no Brasil (nem sempre é possível pedir por e-mail).

 

8. Declaração de quitação de serviços:

Providencie as declarações de quitação junto às fornecedoras de água, luz, Internet, etc., e o cancelamento desses serviços, para evitar futuras cobranças.

 

9. Conta bancária e cartões de crédito 

Caso seja necessário (dependendo do banco e do país) feche as contas bancárias e peça o documento que prova o fechamento das contas bancárias pessoais e cancelamento dos cartões de crédito. Essa medida pode facilitar a declaração de imposto de renda e evitar "cair" na malha fina.

 

Dica extra: não despache com a mudança documentos como RG, CPF, certidão de nascimento e casamento, certificado de vacinação( se for o caso), certificado de saúde do pet e receitas médicas. Esse cuidado pode facilitar a entrada no Brasil no momento do desembarque.

 

Siga-nos nas redes sociais!

Instagram: @scconsultariojuridicaglobal